De Ponta Cabeça


07/12/2007


 

Manias de amor de verdade

 

Me cansei de você

Não posso te guardar por muito tempo

Não sei mais te amar

Você pode fugir

Eu não vou te impedir

 

Penso em entrar

Portas fechadas

Corpo lacrado

Jóias roubadas

Tudo é apostar

Nós dois como lance

Não adianta segurar

Inventar um romance

 

Te protegi

Não me acho

Me parti em cada abraço

Te procuro

Não me encontro

Você não vem

Não me faço

 

Penso em entrar

Portas fechadas

Corpo lacrado

Jóias roubadas

Tudo é apostar

Nós dois como lance

Não adianta segurar

Inventar um romance

 

Esperar, esperar

Para que me enganar?

Meus sonhos ou tua vontade

Flores e espadas

Fogos estranhos

Manias de amor de verdade

 

Escrito por Mariana às 21h27
[ ] [ envie esta mensagem ]
Busca na Web: