De Ponta Cabeça


30/09/2007


 

Agora não sei

Sempre acreditei no que senti
Só senti
Sempre acreditei no que vi
Só vi

Nunca imaginei que podia me enganar

Acreditava no que ouvia
E pelas costas, o que se dizia?

Agora não sei
E não preciso saber
Conta outra para me convencer
E não adianta pensar que para me dominar basta mentir
Você não vai me descobrir

Escrito por Mariana às 11h18
[ ] [ envie esta mensagem ]
Busca na Web: