De Ponta Cabeça


10/02/2006


 

 

 

O MUNDO DENTRO DA CABEÇA


O mundo não cabe dentro da cabeça. A cabeça cabe dentro do mundo. Dizem que a cabeça do futuro vai ser maior. Vai crescer cada vez mais. Nem a cabeça se contenta em ser cabeça. Pensa que é o corpo todo. O homem que pôr o mundo na cabeça vai explodir.

Os neurônios são meus amigos. Eles fazem o que eu quero. E às vezes fazem o que eu não quero. Eles devem ser adolescentes em busca da independência, tentando se livrar da chata que está os governando. Ou tentando se governar.

Se eu perder a cabeça, fico fora do mundo. E se ficar fora do mundo, não vou precisar ter cabeça.

Escrito por Mariana às 11h01
[ ] [ envie esta mensagem ]

07/02/2006


MEUS CABELOS

Despenteada para mim é elogio

Os pentes são meus inimigos. Minha mão não tem paciência, não leva jeito para enfrentar meu cabelo com um pente.

Os leves fios castanhos vestem meu rosto. Meu rosto sem cabelo para mim não é nada. Meu cabelo já virou personalidade.

Os adultos dizem que fico feia quando não me penteio.Dizem que meu cabelo fica feio despenteado.Tornam tudo sério, negam o meu perfil, e o meu inocente cabelo vira assunto de grandes brigas.

Esse levemente cacheado me torna otimista.

Sou cúmplice da sorte; às vezes acordo mais bonita, depende da posição que coloco o cabelo quando deito.

A coisa só complica quando me convencem de me pentear: surge um frizz danado em todas as direções! Aí sou obrigada a prender o cabelo, mas mesmo assim deixo de fora da chica um bom pedaço de cabelo da frente, assim eles continuam acompanhando meu rosto.

Quando me olho no espelho não acho que fico feia quando não me organizo; fico feia quando me arrumo.

Infelizmente o mais provável que eu faça quando crescer é prender o cabelo para trás, como as muitas mulheres fazem.

Meu cabelo e meu rosto são amantes que  não terão  um final feliz.

 

Escrito por Mariana às 09h27
[ ] [ envie esta mensagem ]

05/02/2006


APRESENTAÇÃO

Oi, eu me chamo Mariana. Por enquanto, não estou fazendo nada da vida, estou de férias. Na verdade, acho que as férias só estão sendo uma desculpa para não fazer nada!

Tenho uma boa dúzia de anos e vou cursar a sexta-série.

Eu tenho um pai, uma mãe, dois vôs, duas vós, uma madrasta, duas tias, quatro tios, um irmão e dois primos próximos.Isso por enquanto. É inesquecível como as pessoas surgem rápido!

Quase sempre estou certa, mas mesmo assim levo xingão. E quando eu não estou certa, eu levo xingão igual. E pior, às vezes sou xingada sem saber o porquê!

Digamos que eu nunca estou por dentro. Ou atrasada. Tipo assim, não sei de cor a maioria dos nomes das bandas e dos cantores e a categoria da música ou o tom do ritmo. Para mim isso não importa. Eu acho que é muito mais significativo curtir a música, e até é mais cômodo do que decorar um monte de troços sem aproveitar e sem gostar.
 
Eu acredito um pouquinho em reencarnação, por isso eu posso dizer que por enquanto estou dentro do corpo deste blog.

Escrito por Mariana às 17h43
[ ] [ envie esta mensagem ]
Busca na Web: